PERSICÁRIA

PERSICÁRIA

PERSICÁRIA
(Polygonum hydropiper, Polygonum antihoemorrhoidale, Polygonum punctatum, Polygonum acre).
 
 
FAMÍLIA: Poligonáceas.
 
OUTROS NOMES: Cataia, acataia, pimenta-d’agua (Pernambuco), capiçoba (Alagoas), capetiçoba, erva-de-bicho, pimenta-do-brejo.
 
DESCRIÇÃO: Erva de até 1 metro de altura. Medra geralmente nos banhados, nas margens dos córregos, etc. Nós com riscas vermelhas no caule. Folhas peninervadas, oblongas, apresentando-se sob a forma de um facão. Flores pequeninas, brancas, em espigas compridas, axilares ou terminais. Fruto pequenino capsular.
 
USO MEDICINAL: A planta toda é usada com muito proveito nos seguintes casos: artritismo, blenorragia, diarréias sangüíneas, disenteria, estrangúria, febres, sífilis, vermes intestinais. Chá. Dose: 10 gramas para 1 litro de água; uma a duas xícaras por dia.
Em banhos, é um poderoso remédio contra a erisipela. Tomam-se dois banhos diários – um pela manhã e outro à noite. Dose: 30 gramas para 1 litro de água.
Emprega-se também contra hemorróidas, em clisteres, para aliviar os ataques hemorroidais. Dose: 20 gramas para 1 litro de água.
Contra congestões cerebrais, dá bom resultado. Emprega-se em forma de clisteres. Dose: 20 gramas para 1 litro de água.
O suco das folhas frescas, 3 gotas em uma colher com água, de duas em duas hora, emprega-se para combater febres perniciosas, neste caso aplicam-se também clisteres.

Sendo a persicária de efeito fortemente emenagogo e abortivo, não deve ser usada, é lógico, pelas gestantes. 


Programa Saúde Total

Levando informações aos ouvintes sobre saúde e qualidade de vida, valorizando os benefícios da natureza: ar puro, atividade física, água, luz solar, alimentação, repouso, abstinência e muito mais.