COMINHO

COMINHO

COMINHO
(Cuminum cyminum).
 
 
FAMÍLIA: Umbelíferas.
 
DESCRIÇÃO: Planta de mais ou menos 30 cm de alto. Haste direita, ramosa, estriada, glabra inferiormente, aveludada superiormente. Ramos dicótomos. Folhas alternas, distantes, glabras, recortadas em longos colmilhos quase capilares. Flores brancas, ou avermelhadas, pequenas dispostas em umbelas terminais. Corola de 5 pétalas. Fruto oblongo, elipsóide, adelgado nas extremidades, estriado, coroado pelos dentes do cálice pubescente.
 
USO MEDICINAL: O cominho tem praticamente o mesmo emprego que o anis. É estomáquico, carminativo, emenagogo, diurético.
Usa-se também nas dispepsias e flatulências.
Em cataplasmas, emprega-se para resolver os ingurgitamentos dos bicos dos seios e dos testículos.
As sementes de cominho são usadas como condimento. Os israelitas, os alemães, etc., as põem no pão preto.
Há também outro tipo de cominho, cujo nome cientifico, é carum carvi, e que, na medicina caseira, tem a mesma aplicação que o Cuminum cyminum.
 
PARTE USADA: Sementes, por infusão.
 
DOSE: 3 a 5 gramas para 1 litro de água; 4 a 5 xícaras por dia. 

Programa Saúde Total

Levando informações aos ouvintes sobre saúde e qualidade de vida, valorizando os benefícios da natureza: ar puro, atividade física, água, luz solar, alimentação, repouso, abstinência e muito mais.