CAINCA

CAINCA

CAINCA
(Chiococca brachiata).
 
 
FAMÍLIA: Rubiáceas.
 
OUTROS NOMES: Caninana, raiz-preta, raiz-fedorenta, cipó-cruz, purga-preta (Minas).
 
DESCRIÇÃO: É um arbusto sarmentoso, de 2 a 4 metros de altura. Folhas ovais. Flores paniculadas (em racemos), pequenas, brancas. O fruto é uma baga branca, de duas sementes, como as do café.
 
USO MEDICINAL: “ A infusão das cascas da raiz, muito amarga e acre, é diurética, purgativa, emenagoga, anti-hidrópica; usada contra a hipoemia intertropical. Os  índios empregam a casca da raiz contusa na água contra o veneno das cobras. Tóxico em alta dose”. – Árvores e Plantas Úteis, pág. 146, de Paul Le Cointe.
         “O caboclo emprega o seu extrato, convicto de que serve para neutralizar o veneno ofídico e faz decoctos das suas raízes para outras mazelas”. – Plantas e Substâncias Vegetais Tóxicas e Medicinais, pág. 275, de F. C. Hoehne.
         Usa-se também para os seguintes casos:
         Albuminúria, angina, anúria, blenorragia, bronquite, hidrofobia, laringite, mordeduras de animais venenosos, prisão de ventre, reumatismo, sífilis.
 
PARTE USADA: Raiz, por decocção.
 
DOSE: 10 gramas em 1 litro de água; duas ou três xícaras por dia. 

Programa Saúde Total

Levando informações aos ouvintes sobre saúde e qualidade de vida, valorizando os benefícios da natureza: ar puro, atividade física, água, luz solar, alimentação, repouso, abstinência e muito mais.