CENTÁUREA-MENOR

CENTÁUREA-MENOR

CENTÁUREA-MENOR
(Erythraea centaurium, Gentiana centaurium, Chironia centaurium, Centaurium minus).
 
 
FAMÍLIA: Gencianáceas.
 
OUTROS NOMES: Fel-da-terra, erva-da-febre, erva-do-centauro, planta-de-febre, erva-febrífuga, erva-de-chiron, quebra-febre.
 
DESCRIÇÃO: Planta de 20 a 30 cm de altura. Haste delgada, quadrangular, de ramos axilares opostos, dicótomos, ascendentes, lisos, glabros. Folhas opostas, sésseis, ovais, acuminadas, inteiras, de 5 nervuras longitudinais, glabras, verdes-amareladas; as radicais dispostas em roseta, curtamente pecioladas, obovais. Cada ramo termina numa espécie de cimeira pequena, compacta. As flores são vermelhas ou róseo-claras, providas de brácteas. Cálice de 5 divisões estreitas. Corola gamopétala, infundibuliforme, mais comprida que o cálice, e dotada de 5 divisões ovais, obtusas. O fruto é uma cápsula alongada, septicida.    
 
USO MEDICINAL: Emprega-se como estomáquico nas dispepsias, como aperiente na anorexia, como carminativo nas flatulências e na acidez do estômago, como desobstruente na opilação do fígado.
Usa-se também nas febres intermitentes, na gota, e contra os vermes iontestinais.
Exteriormente aplica-se, em loções ou cataplasmas, sobre úlceras escrofulosas ou escorbúticas, feridas velhas, etc.
 
PARTE USADA: As sumidades floridas.
 
DOSE: Normal.

Programa Saúde Total

Levando informações aos ouvintes sobre saúde e qualidade de vida, valorizando os benefícios da natureza: ar puro, atividade física, água, luz solar, alimentação, repouso, abstinência e muito mais.