ALFAVACA

ALFAVACA

ALFAVACA
(Ocimum basilicum).
 
 
FAMÍLIA: Labiadas.
 
OUTROS NOMES: Alfavaca-da-américa, remédio-de-vaqueiro, manjericão-de-folha-larga.
 
DESCRIÇÃO: Planta herbácea, muito cheirosa. Folhas ovais ou oval-elípticas, longipecioladas. Inflorescência em espigas. Fruto: aquênios.
 
USO MEDICINAL: As folhas são aromáticas, estimulantes, carminativas, antieméticas, sudoríficas e diuréticas. Aplicam-se nos seguintes casos: Ardor na urinação; debilidade dos nervos; digestão dificultosa; enfermidades dos intestinos, estômago e rins; febres, tosse, ventosidades. Empregam-se 10 a 15 gramas, por infusão.
Externamente usa-se para gargarejos em casos de dor de garganta; angina; aftas; etc.
As folhas amassadas são boas para curar feridas.
Com o chá das folhas, ou com o chá das sementes em maceração, preparam-se compressas que as mães lactantes aplicam sobre os bicos dos seios afetados.
Com a raiz prepara-se um xarope para combater a tuberculose pulmonar.
 
PARTE USADA: Folhas e sementes.
 
DOSE: 10 a 15 gramas para 1 litro de água; 4 a 5 xícaras por dia.

Programa Saúde Total

Levando informações aos ouvintes sobre saúde e qualidade de vida, valorizando os benefícios da natureza: ar puro, atividade física, água, luz solar, alimentação, repouso, abstinência e muito mais.